Revista Saúde
VOCÊ ESTÁ EM:
UMUARAMA

Edição Nº 41
Junho de 2014

Tosse
A Tosse é a expulsão súbita e forçada de ar dos pulmões, causando um ruído característico. É um mecanismo de defesa do organismo, que age de maneira reflexa ou voluntária para se livrar das substâncias (poeiras, bactérias, vírus, fungos e outras substâncias danosas) que estão irritando as passagens de ar na faringe, laringe, traquéia ou pulmões.
A Tosse é o sintoma mais comum pelo qual as pessoas procuram atendimento médico. Tosse aguda é a principal manifestação de diferentes afecções respiratórias, entre elas a gripe e o resfriado comum, condições extremamente frequentes. Já a tosse crônica, como queixa isolada, é responsável por 10% a 38% dos atendimentos dos pneumologistas.
Embora muitas vezes considerada como algo corriqueiro pelo paciente e pelo próprio médico, a tosse, sobretudo quando crônica, compromete a qualidade de vida. Em alguns casos ela causa diretamente incômodos, como incontinência urinária (perda involuntária de urina), dor torácica, rouquidão, distúrbios do sono, exaustão, náuseas e vômitos; em outros o impacto se deve à preocupação do paciente quanto a possíveis diagnóstico (por exemplo, tuberculose, câncer, DPOC), constrangimento em relação às demais pessoas e perdas de dias de trabalho ou escola. Quando a crise é intensa pode haver complicações mais graves, como síncope (desmaio), fratura de costela, hérnias, hemorragias (anais, nasais, pele e olhos), crises de hipotensão arterial sistêmica (queda de pressão) e pneumotórax (ar na cavidade torácica).

Tosse é classificada de acordo com sua duração:

TOSSE AGUDA - sintomas até três semanas
São causadas por uma série de patologias, sendo dividas de acordo com a gravidade e risco de morte.
Doenças com baixo risco de complicações e morte:
•    Infecções do Trato Respiratório Superior (Gripe, Resfriado e Sinusite)
•    Rinite, laringite, traqueíte e faringite
•    Bronquite aguda
•    Exacerbações leves de doença pré-existentes:
• Asma
• DPOC
• Rinites
Exposição a alérgenos ou irritantes ambientais ou ocupacionais
Alguns medicamentos, dentre eles os anti-hipertensivos.

Doenças com alto risco de complicações e morte:
•    Pneumonia
•    Crise grave de asma ou DPOC
•    Edema pulmonar
•    Embolia pulmonar

TOSSE SUBAGUDA:  sintomas entre 3 e 8 semanas
Uma das causas mais comuns de tosse subaguda é a tosse pós-infecciosa, ou seja, aquela que acomete pacientes que tiveram infecção respiratória recente seja viral ou bacteriana. Outras causas são doenças que evoluirão para tosse crônica como descrito abaixo.

TOSSE CRÔNICA: duração maior que 8 semanas
Dentre as causas mais comuns destacam-se:
•    Rinites e Sinusites
•    Asma
•    DPOC (enfisema pulmonar)
•    Tuberculose
•    Tabagismo
•    Algumas medicações (Captopril, AAS, Propranolol, Atenolol, Amiodarona, etc.)

É sempre importante estar atento quanto à duração do sintoma, ao tipo de tosse, seca ou produtiva, se é acompanhada de outros sintomas como escarros com sangue, febre e/ou falta de ar e em que período do dia o sintoma é predominante. Não se automedique, pois mesmos os “Xaropes” podem levar a efeitos colaterais ou até mesmo piorar os sintomas; lembre-se sempre de ingerir muita água (2 litros ao dia), já que é o principal fluidificante de secreções pulmonares.

Erro
Comunicar erro
Compartilhe essa matéria
Rodrigo Jarenko Ziliotto
Clinico(a) Geral

| Umuarama
(44)3622-4479
Busque aqui o seu profissional de saúde








BUSCAR
MATÉRIAS











SEJA UM
FRANQUEADO

Revistas
A Franquia Revista Saúde vem construindo uma história de sucesso há 10 anos, e agora você pode fazer parte dela.
Proibida a reprodução total ou parcial das matérias contidas neste site, sem a permissão expressa da Revista Saúde.

Prestige